Tags

, , ,

“A generosidade é um dos principais instrumentos para a concretização de uma convivência comum.” (Rafael Rodrigues da Silva, teólogo)

Dedicar-se ao próximo, mesmo que seja por meio de gestos simples é uma terapia que nos põe em contato com a nossa humanidade e colabora para o equilíbrio da sociedade.

Sempre que você tiver uma chance pratique essa ginástica do bem, pois, atualmente estamos vivendo os tempos narcisistas, em que investimos em autoconhecimento, lapidamos o corpo, mas, este esforço não te melhora em nada, se  você não souber enxergar o outro e ser capaz de se sensibilizar com os dramas e necessidades alheias.

Você pode ser generoso respeitando o espaço de trabalho de um colega, dando atenção a um filho, apesar dos inúmeros afazeres, ceder em uma negociação conjugal colaborando para o entendimento mútuo, reconhecer a dor do outro, além de poder ser generoso (a) com você mesmo (a), podendo se incentivar em frente ao espelho, respeitar os limites de seu dia a dia e entre outros.

Ser cordial e solidário com aqueles que estão à nossa volta é também acima de tudo, a expressão de um coração livre que se exercita para ser mais humano e menos individualista e ainda possibilitar a renovação de suas energias, enfim ser generoso beneficia o próximo e a você mesmo (a).

Fonte: Bons Fluídos