Tags

, , ,

“Depois de fazer a coisa certa, a ação mais importante é informar as pessoas que você está fazendo a coisa certa! Todos juntos por uma sociedade sustentável” . 

É, as empresas estão cada vez mais, sendo cobradas em relação a sustentabilidade e a “pegada ecológica” como uma maneira de controlar impactos negativos ao meio ambiente.

A sustentabilidade se diz respeito à atender às próprias necessidades, sem causar danos as presentes e futuras gerações,  sendo necessário economizar materiais, recorrer a avanços tecnológicos, criar designers mais eficazes, aproveitar matérias – primas, responsabilizar-se pelos sub-produtos (embalagens, sacolas plásticas, etc), mudar a cultura, promover a conscientização, e ter uma gestão empresarial que se engaje em fazer as empresas se posicionarem como sustentáveis.

Tendo em vista essa realidade, o Marketing já procura adequar os seus 4P’s, visto que, Marketing é também o equilíbrio deles, de forma que satisfaça os consumidores que estão cada vez mais seletivos e informados sobre as questões ecológicas. Por isso a necessidade do P de Planeta Sustentável estar presente no composto, onde, o P de Promoção passa a comunicar também os diferenciais e valores agregados nos 4P’s que já existiam.

No P de Produto, produto eco eficiente, no P de Praça, formato de distribuição menos poluente, no P de Preço, produto com preço mais barato, pois não houve gastos com impressão de boleto para pagamento e etc, defendendo uma diferenciação em seus produtos e serviços, agregando valores de responsabilidade social e ambiental, aumentando assim a consciência em relação aos cuidados com planeta.

Essa nova ação  é conhecida também por Marketing Verde, Marketing Ambiental ou Marketing para Sustentabilidade e beneficia todos os habitantes. Confira as vantagens das empresas sustentáveis:

– Diferenciação pelos consumidores;
– Economia em virtude das tecnologias eco eficientes de processos como: racionalização de custos com redução de gastos com luz, água, papel, plástico,
combustível e outros;
– Crescimento sustentável;
– Fortalecimento da cultura organizacional em que todos passam a contribuir com o propósito direcionado;
– Maior compromentimento em trabalho que constrói bons caminhos para o futuro;
– Confiança reforçada dos investidores – melhor acesso e taxas de capital e crédito;
– Aumento do valor acionário e do capital reputacional;
– Ampliação do valor de marca da empresa, por contribuir com projetos sociais ambientais e culturais.

Reflita sobre isso:

Fonte: Gestão e Negócios.