Tags

, , , ,

“O sucesso é um professor perverso. Ele seduz as pessoas inteligentes e as faz pensar que jamais vão cair.” (Bill Gates)

“Eu não só me acho. Eu me tenho certeza!” Segundo Luiz Marins, antropólogo, professor e consultor de empresas no Brasil e exterior, este é o discurso de pessoas que perderam a noção do ridículo e vivem exigindo que as outras as sirvam como súditos de um tempo que não existe mais.

De acordo com Luiz, “pessoas que se acham” são aquelas que se desprenderam da realidade e perderam qualquer noção de humildade. A palavra humildade se origina de humus (terra), portanto uma pessoa humilde é aquela que tem os pés no chão e sabe que ninguém alcança a vitória sozinho. Pessoas arrogantes, no caso, que “se acham”, acreditam vencer por si mesmas, sem a ajuda de ninguém, por isso, são sempre ingratas e incapazes de agradecer.

O lado ruim destas pessoas é que, quase sempre elas acabam solitárias e abandonadas, pois, não há quem suporte viver ao lado de quem não diz ao menos um “muito obrigado!”, que vivem olhando sempre no espelho, se admirando o tempo todo, só falam de si e exigem que seus desejos sejam atendidos sem a menor consideração ás adversidades alheias.

Pessoas que “se acham”, são arrogantes, malcriadas, sem educação, sem polidez, não possuem empatia, são incapazes de se colocar no lugar do outro e ainda julgam os outros como ignorantes, preguiçosos e cheios de má vontade. De acordo com Marins as pessoas arrogantes costumam usar palavras duras e rudes, principalmente com pessoas mais simples e não demonstram o menor respeito ou consideração.

O ideal seria que as pessoas se olhassem no espelho e se perguntassem: “Será que eu também não estou me achando?” ; Será que eu também estou sendo aquela pessoa que disse:”não só me acho, como me tenho certeza?” ; “Será que talvez os problemas que surgem são exatamente por causa de arroubos e arrogâncias?”

Comece a analisar se você procura nutrir um genuíno sentimento de gratidão pelas pessoas, desde as mais simples. Reflita as palavras de Voltaire: “Para ter sucesso neste mundo não basta ser estúpido, é preciso também ter boas maneiras.” Pense nisso, este é um dos primeiros passos para se tornar uma pessoa de sucesso.

Fonte: Revista Gestão e Negócios