Tags

, , , ,

O coração torna – se mais propenso a ouvir quando o Amor é fundamentado no diálogo. (Paiva Netto)

Quando as pessoas gritam ou te chamam para briga você deve se calar, não importa o quanto a pessoa tente te humilhar ou ofender, é necessário manter a calma e escutar em silêncio. Você não será um covarde se tomar essa atitude, pois discussões não levam a nada.

O diálogo, por mais difícil que seja é a melhor opção, pois em crises de raiva as palavras ditas são as que mais machucam o coração. Brigas nunca serviram para esclarecer a verdade ou aproximar corações.

O silêncio e o equilíbrio sempre resulta em algo bom, vale a pena ouvir calado (a) cada ofensa, pois com o tempo o outro lado se acalma, as feridas se fecham e o diálogo coloca as adversidades no lugar.

Você não precisa sair em sua defesa para provar que está certo, se você sabe que está, isto já te basta, você não precisa da necessidade de gritar o que é, o que fez, ou o que deixou de fazer. A verdade sempre aparece.

Não importa quanto tempo demore, mas a pessoa que se exaltou sempre acaba reconhecendo e afirmando o seu erro e tudo se esclarece, mas tudo no tempo certo. Se você sentir raiva ou vontade de ofender alguém, abaixe a cabeça e retire – se. Leve sua raiva para passear, espere se acalmar, equilibrar, passar…

A palavra dita sem pensar e com ânimos exaltados machuca, fere e afasta, então não cometa esse erro, se algum dia se sentir com raiva, volte se para o silêncio, acalme os ânimos e não fira e nem afaste quem te ama. Por mais difícil que seja a questão a ser resolvida, de tempo ao tempo e depois escolha o diálogo.

“Escute com doçura o que te dizem a fim de compreenderes; darás então uma resposta sábia e apropriada.” (Eclo 5, 13)